Por que se tornar um corretor de seguros?

Por que se tornar um corretor de seguros?

Se você busca direcionar sua profissão para uma atuação que permita mais flexibilidade de horário, está cansado de depender de outras pessoas para receber aumento de salário e promoções e busca conjugar a sua realização profissional com uma atuação que possibilite lidar com pessoas e desempenhar um papel importante nas suas vidas, talvez esteja na hora de saber mais sobre ser um corretor de seguros.

O corretor de seguros é um profissional fundamental para o mercado segurador. Além de ser o principal canal de distribuição de seguros no Brasil, respondendo por mais de 40% das vendas, os corretores atuam como consultores financeiros para as pessoas, garantindo um atendimento especializado para soluções de seguros de vida e previdência, um papel de forte importância social.

Defina a sua própria renda

Por ser um profissional autônomo, o corretor de seguros pode usufruir de uma série de vantagens pouco usuais e percebidas em outras atividades. Você já imaginou definir a sua própria renda? Este é um dos motivos que atraem diversas pessoas para a profissão de corretor de seguros, pois os ganhos dependem apenas do esforço, da disciplina e do planejamento do profissional em agendar visitas, atender as pessoas e, consequentemente, efetivar a venda, buscar novas indicações e, assim, construir uma sólida carteira de clientes.

Receba comissões vitalícias

A remuneração é baseada em comissionamento. Isto quer dizer que, quanto mais clientes, mais se ganha. O corretor de seguros recebe de forma proporcional à sua produtividade, tanto na venda fechada, quanto em relação à carteira de clientes formada através do pagamento das mensalidades das apólices de seguro ou planos de previdência. Para ter sucesso na profissão, não basta vender produtos: é de fundamental importância conhecer, cativar e fidelizar o cliente, num ciclo virtuoso de relacionamento e acompanhamento ao longo da vida, revendo soluções, identificando novas necessidades, sendo a pessoa que irá prestar a melhor consultoria quando o assunto é proteção financeira.

Faça os seus horários de trabalho

A possibilidade real de equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal é outra característica que seduz muitos profissionais para esta nova atividade. Como o corretor de seguros é o gestor da própria agenda, existe flexibilidade de horário para adequar compromissos de família, por exemplo, e com os clientes, o que significa qualidade de vida.

Não faça investimentos iniciais

O corretor de seguros tem um perfil empreendedor, já que é responsável pelo próprio negócio. Entretanto, não é necessário investimento financeiro inicial, diferentemente de várias frentes de empreendedorismo. (Saiba mais sobre como se tornar um corretor de seguros.)

Conheça o mercado de atuação

Mas de nada adiantaria tantos motivos para responder à pergunta por que ser um corretor de seguros se não houvesse um largo espaço de mercado para a atuação. O setor está em pleno crescimento. De acordo com a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg), a expectativa é de que o mercado cresça 12,4% em 2015. De acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão que regula o setor, apenas no primeiro trimestre de 2015 houve crescimento de 22,4%. Veja aqui mais informações sobre o mercado segurador.

Escolha com quem deseja trabalhar

Outra vantagem em ser corretor de seguros de vida é poder escolher com quem e para quem você deseja trabalhar. É o corretor quem define com quais seguradoras deseja estabelecer parcerias e, consequentemente, os produtos que vai comercializar. Quanto melhor e mais amplo for o portfólio que a seguradora apresenta, mais flexibilidade o corretor terá para atender a diversos perfis de clientes, obter sucesso na profissão, bons ganhos e uma carteira de pessoas satisfeitas com as alternativas contratadas.

Além do portfólio de produtos, a escolha da seguradora deve levar em consideração outros fatores, como solidez e a estrutura, tanto a que é oferecida para o corretor de seguros, quanto para o cliente. O seguro de vida e a previdência são produtos de longo prazo, portanto, a tradição da seguradora dará a segurança para o seu cliente contratar o produto ofertado. Já a estrutura contribuirá no suporte de tecnologia, telefonia e sistemas que garantirão um bom atendimento e relacionamento ao longo do tempo.

  • Publicado

    10 de setembro de 2015

  • Categoria

    Carreira